domingo, agosto 26, 2007

A minha turma.

Oi.

Hoje eu não vou escrever sobre nada de mais. Nada especial. Eu estou aqui pra escrever sobre a minha turma.

Uma turma que raramente se reúne. Mas quando isso acontece (tipo ontem), os momentos são mágicos. Daqueles impossíveis de se apagar na memória.

Formada não só por homens e mulheres. Mas também por pais, mães e irmãos. Que independente da idade, sabem que aquela turma comum, aquele encontro, naquela noite significa pra cada um ali, uma explosão. Sem explicação. O nascimento de um novo sistema solar! Muita energia... energia boa!

Cheguei tarde. E aí comecei a ver o quanto minha turma é minha! PERFEITA!

Primeiro as broncas. Nossa, nunca fui chamado a atenção tantas vezes, em tão pouco tempo, por tantas pessoas. Mas eu entendo. Sei exatamente o que eles estavam fazendo. Fiquei meio que com um sentimento de culpa.

Tudo bem. Passado o sermão, vamos aos desabafos! Tudo regado a cerveja, uísque e espumante! Tudo fica mais intenso. Foram muitos beijos, abraços e declarações de amor! Afinal o puxão de orelha já tinha acontecido. Lembra que eu falei que era mais intenso? Sim, mais intenso, mas em nenhum momento uma mentira!

"Por que você demorou tanto?"

"Eu te amo."

"Gosto de você demais."

"Gosto docê pacarai."

"Ô praga, to com muita saudade de você!"

"Não some não!"

"Quando vamos encontrar de novo?"

Frases de um noite comum. De uma turma normal.

Até qualquer dia...

Um comentário:

Dulcinea disse...

Ei Personal Killer! Que bom que voltou a escrever. Please, mude o link do meu "ex-blog" fragmentos.... para o "metadenegra.blogspot.com". Já tem um link lá para o seu. Bjo.

Cródinha